Zé Renato

18 de abril de 2020

O mestre Quentin em plena forma

Perdão Quentin. Cheguei a duvidar de sua genialidade. Errei feio. É gênio. “Cães de Aluguel”, “Pulp Fiction”, soberbos, obras de gênio. Kill Bill ? Fraquinhos. Vieram […]
18 de abril de 2020

The Joker

Não discutirei a atuação de Joaquim Phoenix. Soberba. Todavia, esperava mais filme. Não é ruim. Houve muito estardalhaço. A trilha sonora, minha opinião, foi insuficiente. Planos […]
26 de março de 2019

Perdas e Danos

O título do texto tomei emprestado de uma película de Louis Malle. Obra vigorosa, se não me engano, seu último filme Reporto-me ao título, a fim […]
10 de março de 2019

Sobre meninos, meninas e o Oscar

Que tempo esquisito! Sem brilho, sem sonhos, opaco, insípido, inóspito. Não faz muito tempo, a noite do Oscar era incomum. Com algumas idiotices, momentos marcantes, todavia, […]