Não perca: neste domingo, entrevista exclusiva com o prefeito André Pessuto
8 de dezembro de 2018
Imagine
8 de dezembro de 2018

Sábado no Cinema

Zé Renato é professor de Filosofia da UniJales

Eu e a Jacqueline fomos a Rio Preto buscar a Isa. Chega de Assis, graduação concluída. Novos planos e voos. Minha mulher havia proposto que assistíssemos ao filme “Bohemian and Rhapsody”

Não sou aficionado pelo Queen.  Sou apaixonado por Blues e Jazz, desde garoto. Todavia, recordo-me, ouvi “A Night at the Opera”. Era 1975. Fiquei impressionado.

Curti muito “Somebody too Love”.

Assisti à apresentação do Queen, em 1981.

Passou.

Fomos ao cinema.

Fiquei surpreso. Belo filme.

A história contada em flash back, segue linear. Abre com a apresentação no “Live Aid”. Retorna para 1970, início do grupo. História bem contada, sem sentimentalismos baratos. Sem apelos “emocionalóides”, em face do drama de Freddie Mercury. Ressalta a música, a obra do grupo. Emotivo sem exagero

Ao final, vale um plano geral espetacular: uma tomada área do “Live Aid”. A câmera passeia pela plateia, flanando no palco. Bonito!

Produziu-me nostalgias. Verdade.

Contudo, amo o Blues.

 

Zé Renato é professor de Filosofia da UniJales
joserenatostb@hotmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *