Santa “Casa da Mãe Joana”? Jacob detona atual administração: “Abriram ala vip para bandido”
8 de novembro de 2019

Onde Ninguém Fica Sozinho (“Where No One Stands Alone”)

Professor Cadu é Biólogo, Cirurgião-Dentista, Mestre em Microbiologia, Doutor em Geologia Regional, Professor EBTT no Instituto Federal de São Paulo - Campus Votuporanga

No auxílio de uma alma caridosa, a pessoa que sofre nunca ficará sozinha.

Onde há justiça social, o desesperançado nunca se sentirá solitário e, melhor, não precisará de caridade.

Nos momentos difíceis, ninguém ficará sozinho ao segurar as mãos estendidas de um verdadeiro amigo (são poucos e raros).

Nos braços de uma esposa companheira, um homem nunca se sentirá só. Uma mulher, por sua vez, ao ter ao seu lado um homem que a ame e a valorize, nunca conhecerá a decepção, muito menos a solidão.

Quem se sente sozinho nos braços da pessoa amada? Daquela que nos faz suspirar e o coração palpitar. Nesse caso, a companhia será a do amor, a nos acalentar e a nos levantar a autoestima.

Um filho nunca ficará sozinho ao contar com o amor mais puro que existe, o amor despretensioso, aquele que não exige nada em troca, o amor de mãe.

Um cãozinho abandonado, vagando pelas ruas, com fome, sem afeto e sem proteção, nunca ficará sozinho enquanto existirem aqueles que se compadecem dos animais, dos nossos irmãos animais, pois não podemos nos esquecer de que eles também têm sentimentos, como nós humanos, com a diferença de que eles são puros, já nós humanos…

Na companhia de Deus, seja no pensamento, na fé e na esperança, seja em nossos atos (o que é mais importante), a dor e o sofrimento não serão os nossos companheiros. Com Deus, seja de que religião for, nunca ficaremos sozinhos no deserto da solidão.

“Onde Ninguém Fica Sozinho” (“Where No One Stands Alone” na versão inglesa) é o título de uma belíssima canção do saudoso Elvis Presley. Muitos anos depois da morte dele, sua filha, Lisa Presley, gravou, em estúdio, essa canção em uma versão remixada fazendo dueto com a voz de seu pai, a voz do Rei, a voz do Rei do Rock, a voz de Elvis Presley.

O resultado foi belíssimo e nas imagens ao fundo fica claro o amor que um pai sente por sua filha, o amor que Elvis sentia pela sua filha Lisa, ainda pequena, durante a infância dela.

Como na música de Elvis Presley, nos braços de um verdadeiro pai é o lugar onde ninguém fica sozinho, seja um pai que nos viu nascer e nos criou com amor, seja quem está sempre ao nosso lado.

Ninguém fica sozinho onde existe o amor.

Caso o leitor ou leitora queira conferir essa linda homenagem prestada por Lisa Presley ao seu pai, Elvis Presley, clique no vídeo abaixo.

 

Carlos Eduardo Maia de Oliveira é Biólogo, Cirurgião-Dentista, Mestre em Microbiologia, Doutor em Geologia Regional, Professor EBTT no Instituto Federal de São Paulo – Campus Votuporanga
edumaiaoli@yahoo.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *