Após alerta do Revoluir, idosos e deficientes voltam a ter gratuidade na Área Azul
28 de dezembro de 2018
Lista da BBC
29 de dezembro de 2018

Balanço Final: é possível desejar feliz 2019?

Zé Renato é professor de Filosofia da UniJales

Definitivamente, 2018 não foi um marco para ser lembrado com carinho. Inúmeras ações de intolerância política, religiosa, ideológica e de gênero. Foi uma bosta!

Vai sem deixar saudades.

Todavia, as perspectivas para os próximos doze meses não são animadoras. Declarações dos futuros mandatários transparecem mais problemas.

Antes de iniciar, já começaram muito mal. Coisas esquisitas e sem explicações plausíveis. Futuro sombrio. O que nos resta: fé

Sendo assim: um possível 2019, ao menos suportável.

Saúde e paz para todos.

Descansemos em paz.

 

E é possível desejar feliz 2019?

 

Como já dito, declarações e ações dos próximos mandatários deixam um odor fétido de enxofre pairando no ar. Vem mais merda por aí!

Atitudes e ações suspeitas e não explicadas desses, seriam suficientes para uma investigação a sério e possível impedimento de posse

Contudo, temos um judiciário a mercê daqueles que detêm o poder, somente para servi-los. Preocupado apenas com proselitismo e demagogia.

A economia piora e dá sinais de que será pior.

O General Mourão fala em “desmanchar o Estado”.

Saúde é sinal de doença. O descaso e abandono aumentarão. A Educação é “EAD”, ensino a distância, bem a distância. Sem ensino, somente doutrinação. O nazi-fascismo cresce no Brasil e no mundo

De 2018 somente uma certeza: o Palmeiras continua sem Mundial.

O Corinthians ressurgirá!

 

Zé Renato é professor de Filosofia da UniJales
joserenatostb@hotmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *